• Mundo Zumm
  • Matérias
  • Colunas
Início Colunas Educação Como construir a identidade da criança?

Como construir a identidade da criança?

Ela pode ser desenvolvida com atividades por meio das quais os pequenos se colocam no lugar dos outros e respeitam as diferenças

A formação da identidade da criança é um processo permeado por perguntas como: “Quem sou eu?” e “Como sou?”. E essas respostas são essenciais para a construção da personalidade dos pequenos.

Logo cedo, o bebê começa a se perceber como sujeito e obter consciência corporal para se desenvolver e se organizar no espaço. Durante o primeiro ano de vida, por volta dos seis aos oito meses, a criança percebe que é um ser separado da mãe, iniciando o processo de construção da própria identidade. Ela explora o mundo a sua volta, vivencia sensações, percepções, e, próximo dos sete meses, fica fascinado com a experiência de ver sua imagem refletida no espelho.

Todas essas vivências dão início à autodescoberta, uma exploração que permite à criança descobrir como seu comportamento repercute no ambiente – fator essencial para que ela se perceba como alguém diferente do outro. 

Aprendendo com as diferenças

É importante que os pequenos aprendam com as diferenças entre as pessoas e com o reconhecimento de suas características pessoais, sejam elas físicas ou de personalidade. Com isso também aprenderão a valorizar essa diversidade.

Para auxiliar a construção dessa identidade é recomendável contar histórias dos povos e das diferentes culturas. Selecionar livros, brinquedos e jogos também ampliam o conhecimento sobre essas diferenças.

Explore as culturas

As práticas das famílias e comunidades também precisam ser valorizadas para a construção de identidades positivas. Exposições turísticas, por exemplo, que permitem que as crianças vistam roupas típicas de vários países e experimentem comidas regionais, também ajudam a construção da identidade.

Fale sobre diversidades

A educação deve agregar questões como diversidade, sustentabilidade e biodiversidade do país, e compete à escola desenvolver esse papel. As brincadeiras fazem a diferença na experiência presente e futuro das crianças, contribuindo de forma única para a formação integral delas como cidadãs.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!