• Mundo Zumm
  • Matérias
  • Zummcast
Início Matérias Gourmet Confira algumas dicas para um bom churrasco

Confira algumas dicas para um bom churrasco

Faça calor ou frio, chuva ou sol, um bom churrasco sempre tem seu espaço no cardápio de qualquer brasileiro. Mais do que uma refeição, ele é considerado por muitos um evento social. Por isso, é uma ótima oportunidade para reunir os amigos e a família em torno de saborosas carnes preparadas na brasa. Pensando nisso, preparamos algumas dicas para você que quer fazer um bom churrasco.

O delicioso churrasco na braza | Crédito: Divulgação

Destaque-se!

1. Vá além do sal grosso no tempero

O sal grosso é o principal tempero utilizado nos churrascos brasileiros, entretanto, é possível ousar um pouco mais e explorar outros temperos que podem dar muito certo no preparo das carnes.

Nas peças de fraldinha, por exemplo, o sal pode ser combinado com o tomilho, com azeite de oliva ou até mesmo com a manteiga para deixa-la mais saborosa.

É importante sempre se lembrar de colocar o sal primeiro na carne, esperar um tempo para que ele seja absorvido, para depois acrescentar os outros ingredientes.

Pode ser interessante também misturar o sal grosso com um pouco de ervas secas – como sal de aipo, alho e ervas – para dar mais sabor à sua carne.

Lembre-se somente que é preciso ter um pouquinho de atenção na hora de salgar as peças ao fazer um churrasco:

  • Adicionar o sal somente no momento de grelhar as carnes (para não perder a suculência);
  • Evitar o excesso de sal em carnes já fatiadas (já que elas absorvem o conteúdo mais facilmente).

2. Use técnicas para assar as carnes

O segredo do sucesso ao fazer um churrasco é saber explorar bem as técnicas de grelha das carnes. Dessa forma, é possível garantir a maciez, suculência e sabor das peças.

De maneira geral, é ideal colocar as carnes bem próximas da brasa do carvão por um período bem curto – de 5 a 15 minutos. Assim elas vão selar a superfície e evitar que seu interior resseque durante o preparo. Para quem gosta de uma carne mal passada, esse inclusive pode ser o ponto ideal de alguns cortes.

Para carnes mais grossas ou mais bem passadas, é necessário transferir as peças seladas para um espaço na grelha mais distante do fogo. Assim ela vai grelhar de maneira homogênea.

Um cuidado importante que devemos ter no preparo é com as labaredas de fogo, causadas geralmente por gotas de gordura que podem pingar na brasa durante o aquecimento da carne. Nunca jogue água para apagá-las. Prefira sempre jogar cinzas de um churrasco anterior ou um pouco de areia para conter a altura do fogo e não perder a brasa.

3. Acerte na quantidade de carne por pessoa

Apesar de muitas pessoas comerem muita carne no churrasco, é importante saber calcular um volume médio para evitar o desperdício.

Recomenda-se, geralmente, cerca de 400g de carnes por pessoa. Depois de somar o número de participantes do churrasco, divide-se o volume total de carne calculado entre os tipos de peça que pretende comprar.

Por exemplo: um churrasco para 10 pessoas deverá preparar cerca de 4 kg de carne (preferencialmente dois tipos de entrada e dois tipos de peças maiores). Você pode dividir esses 4 kg em tipos de carnes.  

4. Ouse grelhando frutas e legumes

Que tal ousar na preparação de outros ingredientes? Grelhar algumas frutas e vegetais pode ser uma boa ideia para oferecer uma alternativa diferente para seus convidados.

Algumas frutas, como o abacaxi, a manga, a carambola e a banana combinam bastante com a preparação grelhada. Elas podem ser servidas junto com as carnes ou até mesmo como uma sobremesa.

Os legumes, como a berinjela, abobrinha e pimentão, também vão bem à grelha, especialmente se pincelados com um pouco de azeite de oliva e um pouco de sal. Eles são ótimas opções para acompanhar suas carnes.

Fique atento!

1. Virar as carnes na grelha o tempo todo

O churrasco é praticamente um ritual e pode exigir um pouquinho de paciência dos mais ansiosos que estão comandando o preparo das carnes. Por isso, na hora que você colocar a sua carne na grelha, evite ficar virando de um lado para o outro, na tentativa de acelerar sua cocção.

O ideal é virá-la apenas uma vez, assim que o sangue começar a aparecer em maior quantidade na parte que está voltada para cima. Na hora de virar, prefira usar um pegador e evite ao máximo furar a peça.

2. Tirar a gordura da carne na hora de fazer churrasco

Esse é provavelmente o erro mais grave cometido na hora de fazer churrasco. A gordura tem grande participação no sabor da carne que vai para a grelha, além de influenciar significativamente para evitar que ela resseque.

Tirar a gordura da carne no intuito de deixá-la “mais leve” pode acabar com seu sabor. Por isso, cozinhe sempre com a gordura, preferindo tirá-la na hora de consumir o seu pedaço de carne.

3. Exagerar no uso de sal e outros temperos

Apesar do sal ser um ingrediente importante no tempero da sua carne, é preciso cautela na hora de usá-lo. Prefira, inicialmente, o sal grosso e faça a distribuição desse tempero com a ajuda de um prato em que você vai colocar o sal e depois posicionar os dos lados da carne para pegar um pouco de tempero.

O excesso de sal pode tirar a água da peça de carne, deixando-a seca e menos suculenta, por isso é sempre melhor deixar para temperar depois, caso ache que errou no ponto de sal do alimento.

4. Investir em cortes altos bem passados

Não adianta insistir. Não existe um corte alto ideal para se preparar bem passado. Peças altas devem ser servidas com o interior mal passado, para evitar ficarem secas e sem sabor. Se é fã da carne bem passada, prefira sempre investir em cortes mais finos.

5. Errar a altura de preparo da carne

Uma das grandes falhas cometidas em um churrasco é colocar a carne em uma altura inadequada na hora de levá-la para a grelha. Por isso, vale sempre prestar atenção no seu objetivo na hora de preparar a carne:

  • Para peças que vão ser apenas grelhadas ou seladas, a distância ideal do fogo é de 15cm;
  • Para peças maiores e que precisam de mais tempo no fogo, opte por uma distância entre 40 e 60cm do fogo. Lembre-se que quanto maior a peça, mais distante ela deve ficar para assar corretamente.

6. Cortes errados

Cada tipo de carne pode exigir um cuidado diferente com o corte, respeitando a direção das suas fibras e preservando sua suculência.

Leia mais: 10 lugares para comer hambúrguer em Ribeirão Preto

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!