Consumidor saiba o que fazer antes de ir às compras

236

Antes de efetuar uma compra é preciso tomar alguns cuidados, saiba quais são eles e, confira ainda, quais são os seus direitos como consumidor durante e após a compra

O Dia do Consumidor, comemorado em 15 de março, é uma importante data para o comércio, diversas lojas físicas e online realizam ofertas consideradas tentadoras por alguns consumidores, mas antes de ir às compras ou finalizá-las no carrinho é preciso tomar algumas medidas, a fim de, evitar futuros transtornos.

Diante da importância do assunto, conversamos com o Profº André Silva, especialista em gestão de negócios e docente do Senac Ribeirão Preto, para falar sobre o tema. Em matéria anteriormente publicada aqui no Portal Zumm o especialista deu dicas básicas sobre como os consumidores, empresários e lojistas podem aproveitar esta data. Agora o foco é o consumidor: o que fazer antes de ir às compras? Quais direitos como consumidor na hora e após a compra? Estas e outras questões são esclarecidas a seguir:  

Portal Zumm: Como aproveitar descontos sem cair em fraudes?
Profº André Silva: É importante que o consumidor faça pesquisas antes de ir às compras e, de preferência, com alguns dias de antecedência. De toda forma, perder alguns minutinhos em frente ao computador observando os valores do produto que deseja, nas mais diversas lojas, garante a ele não só o melhor desconto, mas, também, condições especiais de compra. Por exemplo, em compras on-line, pode conseguir um frete grátis. Já quem vai a uma loja física, a pesquisa via internet também pode facilitar na hora de encontrar o produto e, ainda, gerar uma economia, até mesmo quanto ao descolamento, já que ele não precisará ficar de loja em loja procurando as melhores condições de compra. Além disso, há sites que realizam comparações de produtos em períodos diferentes e apontam em qual loja virtual é possível encontrar o menor preço. Ainda, antes de finalizar a compra, pesquise o site no Procon de sua cidade.

PZ: Para quem prefere adquirir produtos por e-commerce, o que é preciso observar nos sites para garantir a segurança na hora de fazer as compras?
Profº André Silva: Ao abrir o site, observe o endereço URL, se de fato é o perfil verdadeiro da loja, pois em datas comemorativas, que têm um aumento de compras, cresce o número de sites falsos. Quando o lojista consegue comprovar que seu site foi fraudado, é o consumidor quem fica com o prejuízo e não recebe o reembolso, por isso, atenção aos portais. Outra dica importante é consultar o site do Reclame Aqui antes de concluir a compra. Lá você consegue ver se a loja tem um espaço físico, além de consultar CNPJ e telefones da empresa. Caso não encontre essas informações, já é um sinal de que é melhor procurar outra loja, afinal, disponibilizar esses dados é um decreto federal de 2013 (Decreto 7.962/2013). Outro ponto de atenção é o pagamento: se possível, opte por gerar um cartão virtual no aplicativo do banco em que tem conta. Isso permite que ele efetue a compra com informações diferentes do seu cartão de crédito real, porém, a compra será debitada como se fosse realizada pelo cartão original.

PZ: Quais os meus direitos como consumidor na hora da compra?
Profº André Silva: Segundo o Código de Defesa do Consumidor, o direito mais importante de quem vai às compras é a informação. Portanto, ao chegar em uma loja física, ou acessando uma virtual, é obrigação da empresa proporcionar todas as informações dos produtos antes da compra, assim como dos serviços prestados, como entrega ou montagem de móveis, por exemplo. Lembrando que propagandas de maneira geral fazem parte do contrato de consumo e, por isso, lojistas são obrigados a cumprir a oferta nos mesmo termos do anúncio.

PZ: O que fazer se comprar um produto e desejar trocá-lo?
Profº André Silva: Se a troca for por motivo de defeito e não houver a possibilidade de conserto, é obrigação da loja a troca, assegurada por lei. Geralmente, o prazo é entre 30 e 90 dias – importante se atentar a essas datas. Mas, se a troca for por não gostar do produto, a regra é diferente para cada modelo de compra. Nas compras por telefone ou internet, é garantido o direito de troca, seja qual for o motivo. Nas presenciais, não há uma obrigação do comerciante em realizar essa troca do produto, desde que o consumidor seja informado antecipadamente.

PZ: E se houver arrependimento da compra, é possível devolver?
Profº André Silva: Nas compras pela internet, o usuário tem até 7 dias para devolver o produto, mesmo sem motivação, então vale se atentar se está tudo certo com o produto nesse período.

PZ: Vale a pena comprar à vista ou parcelado?
Profº André Silva: Na compra à vista, o consumidor pode conseguir um desconto melhor. Hoje, os lojistas já podem praticar preços diferentes para compra em dinheiro e no cartão, o que permite vender um produto a um preço diferenciado na compra em dinheiro.

Leia também: 6 soft skills valorizadas pelas empresas

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui