Início Matérias Viagens Mendoza em 7 dias: um roteiro para conhecer a cidade

Mendoza em 7 dias: um roteiro para conhecer a cidade

Sendo um dos municípios mais famosos de Argentina, Mendoza é reconhecido mundialmente por sua produção de vinhos. Veja algumas dicas de como aproveitar sua viagem por lá

Com mais de 1 mil vinícolas abertas à visitação, Mendoza é a maior produtora de vinhos da América Latina. Entre esse mar de uvas, destaca-se seu exemplar de Malbec. Mas nem só de vinho vive a região. Por isso, quem planeja passar alguns dias na cidade deve pensar um roteiro para aproveitar bem o local.

Com diversas belezas naturais, é possível – e recomendável – unir a paixão pelos vinhos com as paisagens. Nisso, estamos falando de rios, lagos, deserto e, claro, a paixão dos brasileiros: montanhas nevadas. Pensando nisso, a agência Brasileiros em Ushuaia preparou um roteiro de sete dias para se descobrir as maravilhas de Mendoza. Descubra:

Dia 1: Bodegas
É imperdível visitar as regiões de cultivo de uva dentro da cidade. Vale a pena, inclusive, fazer um roteiro com guia a fim de visitar desde as vinícolas antigas até as mais modernas – aproveitando para degustar os melhores vinhos locais.

Dia 2: Alta Montanha
Um circuito pela região permite conhecer Potrerillos, Uspallata e Valle Cordilheirano, com suas incríveis formações rochosas e coloridos. Percorrendo a rota internacional nº7, o percurso leva, ainda, até o grande cordão frontal da Cordilheira dos Andes e ao centro de Esqui Los Penitentes, com fontes de águas termais e sulfurosas. Por fim, há uma parada no Observador do Cerro Aconcagua, o “gigante da América”, com 6.959m. O local está no caminho para Las Cuevas, última cidade da Argentina antes da fronteira com o Chile.

Dia 3: Villavicencio
Outro circuito pela rota nº7, dessa vez em direção noroeste. Ele passa por um caminho histórico que já foi o ponto geográfico de uma das colunas do Exército Libertador em direção ao Chile. Depois, chega-se aos Caracoles, mais de 350 curvas de um caminho pitoresco que leva a 3.200m de altitude. A vista é incrível!

Dias 4 e 5: Vinícolas
É impossível conhecer todas as vinícolas de Mendoza em apenas um dia. Então, separe uns dois dias para fazer um tour por adegas como a Tempus Alba, a Olivícola Pasrai, a Bodega Luigi Bosca e a Clos de Chacras.

Dia 6: Atuel Canyon
Depois de um verdadeiro mergulho no enoturismo, que tal um passeio diferente? Esse caminho segue em direção às terras do sul chegando a San Rafael – a 230km de Mendoza. O percurso visita ainda a ilha do Rio Diamante e o Canyon do Rio Atuel com sua incrível combinação de cor e formas.

Dia 7: City tour
Nos últimos momentos por Mendoza, vale a pena fazer um passeio pela cidade antiga, descobrindo seus pontos turísticos mais interessantes. O roteiro pode incluir a Alameda Microcentro, o Bairro Cívico, o Parque General San Martin, o Cerro Gloria e muito mais.

Leia também: 10 motivos para conhecer Quito, capital do Equador

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!