• Mundo Zumm
  • Colunas
Início Colunas Decanter Mendoza, a mais dinâmica vinicultura sul-americana

Mendoza, a mais dinâmica vinicultura sul-americana

Em um universo tradicional, como o dos vinhos, em que as mudanças de estilo demoram décadas para acontecer, a região argentina é um exemplo de inovação a ser seguido

É inegável que, quando pensamos em endereços vínicos na América do Sul, pensamos na Argentina e, mais precisamente, em Mendoza, o epicentro vinícola desse país. E isso porque seu dinamismo é seu principal diferencial. Em pouco mais de duas décadas, a Argentina se transformou na queridinha do mercado americano, apresentando grandes vinhos a partir de uma variedade de reputação duvidosa até então: a Malbec.

Os hermanos souberam, como poucos, interpretar a adversidade e a necessidade de uma especificidade para exportar. Anteriormente, cerca de 5% dos vinhos argentinos eram de nível internacional, sendo, normalmente, elaborados com a uva Cabernet Sauvignon – o que não era um atrativo para o mercado norte-americano. Além disso, grande parte de seus vulgares vinhos tinham nas uvas Bonarda e Malbec sua matéria-prima.

A saída, portanto, foi usar as técnicas de manejo e produção empregadas nos excelentes vinhos de Cabernet Sauvignon na Malbec. Aliás, os grandes Cabernet têm na zona central de Mendoza, Lujan de Cuyo, o palco ideal para expressar seu potencial. É, para mim, o melhor terroir na América do Sul para esses vinhos.

Já a Malbec em Lujan tem um estilo clássico e lá se encontram as bodegas antigas de grande tradição, como Luigi Bosca, Lagarde e Viña Alicia. O Valle de Uco, cerca de 200m mais alto, literalmente na base da Cordilheira dos Andes, produz vinhos mais modernos, de coloração mais concentrada, e taninos com uma maturidade intensa.

Além de Malbec e Cabernet Sauvignon, a Cabernet Franc é a nova sensação dos vinhos mendocinos, a partir de características mais intensas, vegetais e gastronômicas. É a Argentina, mais uma vez se reinventando a partir de uma uva considerada coadjuvante. E os resultados são notáveis: seus novos Cabernet Franc alcançaram rapidamente as notas máximas dos grandes críticos internacionais.

Sérgio Musolino
Sommelier e proprietário da
Enoteca Decanter Ribeirão Preto

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!