De autoria do artista plástico Beto Candia, a obra foi pintada na parede principal da entrada da nova arena do clube ribeirão-pretano

Para o botafoguense se sentir realmente em sua casa na nova Arena Eurobike, a parede da entrada principal foi decorada com a obra “Hoje é dia de futebol”, de autoria do artista plástico Beto Candia, que retratou os torcedores caminhando para jogos do Botafogo.

“Em Hoje é dia de futebol, temos alguns pontos turísticos da cidade como o Mercadão no Centro, o Santuário Nossa Senhora do Rosário, na Vila Tibério e a torcida. São pessoas caminhando por Ribeirão a caminho da Arena Eurobike que também foi retratada”, explica o artista plástico.

De acordo com o artista, o projeto do mural, que tem 20m x 3m, foi feito digitalmente. Depois de pronto e aprovado pela administração do clube, o desenho começou a ser passado para a parede. “A produção durou cerca de 30 dias, de março a abril. Eu trabalhei com tinta e pincel somente, de tamanhos diferentes. Foi um trabalho bem gráfico”, ressalta Candia.  

O artista do Hoje é dia de futebol

Com 33 anos de carreira, Beto Candia possui um currículo com formações em diversas escolas de arte no Brasil e no exterior, como a Angel Art Academy, em Florença-ITA, e New York Academy of Art, Metropolitan Museum e The Arts Students League, em New York-EUA.

O artista plástico não esconde sua satisfação pessoal com o trabalho que certamente marcará sua vida. Além de artista, ele é botafoguense roxo, acompanha os jogos do time no estádio Santa Cruz desde criança. “Eu frequento o estádio desde pequeno com o meu tio, ele tinha um camarote lá que mais tarde foi comprado por mim, hoje eu levo os meus filhos ao estádio. Já acompanhei muitas vitórias e momentos inesquecíveis do Botafogo”, conta.

Beto Cândia, ao fundo o mural que ele produziu para a Arena Eurobike | Crédito: Divulgação
Beto Candia, ao fundo o mural que ele havia acabado de produzir para a Arena Eurobike | Crédito: Divulgação/Luiz Fernando Cervi

Beto Candia ainda comenta sobre o desafio que o esperava ao chegar na Arena para o primeiro dia de trabalho. “A hora que eu cheguei e vi o andaime há 3 metros de altura eu pensei ‘ minha nossa’”, comenta rindo. “Mas logo tomei coragem e subi, pedi ajustes para que o fixassem melhor e que eu pudesse ter maior precisão no traço, e o trabalho fluiu”, acrescenta.

“Esse projeto significou muito para mim, eu tenho muitas memórias de menino ali dentro do estádio, e estar lá pintando algo que ficará para sempre naquelas paredes me deixou muito feliz e ainda mais ligado ao clube”, completa o artista.

Leia também: Arena Eurobike: mais que um estádio, uma revolução

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui