Além de assistência médica, haverá remanejamento dos resíduos e avaliação dos riscos para a população; ao todo oito secretarias compõem o decreto

A Prefeitura de Ribeirão Preto anunciou a elaboração de um decreto em relação aos acumuladores do município. Oito secretarias do governo atuarão na assistência médica dos pacientes, no manejo correto dos objetos e na estimativa do risco para os vizinhos.

As repartições envolvidas são a Assistência Social, Saúde, Negócios Jurídicos, Meio Ambiente, Infraestrutura, Coordenadoria de Limpeza Urbana, Defesa Civil e Guarda Civil Metropolitana.

O objetivo do governo é dar assistência, além de proporcionar bem-estar físico, mental e social aos munícipes que possuírem o problema.

Atuação
A Secretaria de Assistência Social (Semas) será responsável por receber as denúncias e realizar os cadastros e mantê-los atualizados. Além disso, a repartição visitará as casas para avaliar a situação e comunicará os familiares sobre o transtorno, para que o indivíduo seja acompanhado durante o tratamento.

O Meio Ambiente fica responsável por calcular os riscos ambientais e avaliar a situação dos animais domésticos que vivem na residência. A Coordenadoria de Limpeza Urbana em parceria com a Infraestrutura atuarão no planejamento de retirada dos resíduos.

A Defesa Civil avaliará a parte estrutural do imóvel, além de vistoriar a casa e contatar o dono do imóvel, caso ocorra interdição da residência e os acumuladores sejam acolhidos para tratamento.

Leia também: Carnes 5M conta com Steak House e programa de fidelidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui