Para tudo existe um antídoto

Em toda palestra que faço para divulgar meu livro, o “NEM TE CONTOs” que dá nome a essa recém-inaugurada coluna sempre começo com a seguinte frase: “O mundo não está preparado para absolutamente nada que é diferente”. Toda coisa e/ou pessoa que fuja de um padrão estabelecido como “normal” gera espanto, salta aos olhos.

No meu caso, enquanto pessoa com deficiência, esse despreparo me obrigou a conviver com a grande doença que assola a raça humana: a IDIOTICE. Por causa dela, tenho que aturar toda sorte de reações inesperadas quando as pessoas me encontram: perguntas tolas, gente me abraçando e chorando sem razão visível, pessoas fazendo voz de criancinha para falar comigo. Esses são apenas alguns poucos reflexos desse meu contato com a IDIOTICE durante minha vida em sociedade.

Não cabe ser hipócrita aqui. Reações como as que relatei acima doem, machucam, enraivecem, revoltam, mas também são grandes razões de amadurecimento. Depois de muito sofrer, percebi que, se me abalasse com isso, a IDIOTICE venceria e quem perderia não seria só eu: minha família e os amigos que acreditam em mim também seriam derrotados.

Pensei, repensei e reparei que, para mim, só existia um remédio contra isso: o HUMOR! Passei a fazer piada deles (OS IDIOTAS) e de mim mesmo. Por que não?

Cada vez mais eu tenho certeza que o HUMOR foi o remédio que Deus criou para combater a IDIOTICE!

Seguem algumas doses desse santo remédio!

Gabriel Pereira
Jornalista, deficiente físico e escritor
Autor do livro “NEM TE CONTOs”
@gabspjornalista

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui