Slow Fashion: moda do amanhã

106

Em tempos nos quais o consumo acelerado ganha conotação negativa, produzir moda de maneira cada vez mais consciente seguindo condutas sustentáveis é um dos desafios que a indústria precisa cumprir

Com o objetivo de frear o consumismo, a poluição mundial, entre outros impactos que o meio ambiente sofre por causa dos processos de produção acelerados, nasceu o Slow Fashion, que defende a uma cadeia produtiva mais lenta, que preza matérias-primas naturais e processos de confecção longe de trabalho abusivo.

Ribeirão Preto conta com uma multimarcas que reúne “etiquetas sustentáveis”, que seguem o o processo do slow fashion. Comandada pelas empresárias Olga e Carol Kotchekoff, a VerDeFatto – Estilo Sustentável possui em suas araras peças confeccionadas com tecidos como fibras naturais, algodão orgânico e algumas até feitas com materiais provenientes de reaproveitamento de descarte.

Vestido de algodão sem tingimento | Crédito: Zoro Seixas

“As roupas expressam nossa identidade, mas não podemos deixar de pensar sobre seus impactos. A indústria da moda é um dos setores que mais polui o planeta. Todos nós somos responsáveis pelo que consumimos! Exigir transparência e optar por um consumo mais consciente é o mínimo que devemos fazer para fazer sentido a gente planejar um futuro”, ressaltam.

Conheça as peças da VerDeFatto – Estilo Sustentável!

Leia mais: Decoração sustentável: chique é ser do bem

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui