Sediadas no Supera Parque, as startups Onkos, Carefy e CleverCare foram classificadas nas categorias Biotech e HealthCare; ranking avalia relações de negócios com grandes empresas do setor

Três startups do Supera Parque de Inovação e Tecnologia estão entre as 100 mais atraentes do Brasil, de acordo com o prêmio 100 Open Startups: a Onkos Diagnósticos Moleculares, classificada em 2º lugar na categoria Biotech; a Carefy, em 2º lugar; e, o CleverCare, em 10º lugar, ambos na categoria HealthCare. O prêmio é publicado desde 2016 e destaca anualmente as startups mais atraentes para o mercado corporativo e as empresas líderes mais engajadas no ecossistema de inovação.

O 100 Open Startups é uma plataforma patrocinada por empresas globais que em conjunto avaliam e classificam startups de todo o mundo. As startups mais atraentes são selecionadas pelas grandes empresas para colaborarem no desenvolvimento de inovações de alto impacto para a sociedade e para o mercado. Neste ano, as 212 startups já somavam mais de R$ 142 milhões em investimentos antes da publicação do ranking.

No total, 8.600 startups se candidataram para o ranking. Além da listagem geral com as 100 startups mais atraentes para o mercado corporativo no ano, outras 112 startups se classificaram para entrar nos rankings por categoria. Neste ano, toda as 212 startups estão organizadas em 21 rankings diferentes: Educação, Energia, Meio Ambiente, Saúde, Indústria, Transporte e Logística, Retail, Agricultura, Construção, Serviços Financeiros, Marketplace, Big Data, Biotech, Visão Computacional, IoT, VR/AR, Produtividade, Customer Service, Recursos Humanos, Legal e Marketing.

Biotech

Marcos Santos, CEO da Onkos, comemora a classificação. “Saímos da 7ª posição em 2018 para a segunda, fruto da percepção de valor que diversas grandes empresas têm tido dos nossos exames, como Fleury e Dasa, e de mais de 15 parceiros de P&D em toda América Latina. A redução de custos que promovemos à fonte pagadora e planos de saúde também tem sido bastante atrativa, nos últimos 12 meses economizamos”, diz.

A empresa utiliza como plataforma tecnológica a técnica de Gene Expression Profiling, unindo a vanguarda do conhecimento em biologia molecular e inteligência artificial. Os exames proprietários se baseiam no desenvolvimento e na validação clínica de soluções que visam eliminar a subjetividade e a incerteza inerente às técnicas comumente utilizadas e diminuir cirurgias e tratamentos desnecessários.

“Através da análise de assinaturas genéticas específicas, os algoritmos utilizados pelos exames fornecem resultados que auxiliam em uma melhor tomada de decisão clínica e consequente melhor manejo do paciente oncológico”, explica o CEO. O desenvolvimento e validação dos exames seguem o conceito “bench-to-bedside”, visando o seu uso prático e condizente com a real rotina clínica, disponibilidade de amostras e resultados claros.

Healthcare

A Carefy é uma startup de saúde para a gestão e acompanhamento de internações. A empresa, fundada em 2017, é voltada para operadoras de saúde com foco em redução de custos de internação, média de permanência e auxílio na assistência ao paciente. De acordo com dados da empresa, a estimativa é que em 2018 a startup tenha contribuído para a redução de mais de R$ 20 milhões com internações para seus clientes e uma redução de até 34% na média de permanência em pacientes internados.

“Inovar em saúde para melhorar o atendimento ao paciente internado faz parte do nosso dia a dia. Sermos reconhecidos como uma das startups de HealthCare mais atraentes de 2019 reflete uma equipe engajada e que sonha em mudar o cenário da saúde. Em um mercado em que R$ 10 bilhões são gastos de forma desnecessária com internações, conseguimos diminuir o tempo de internação, auxiliar na melhora do paciente e os custos associados. Estamos em um momento crucial do setor da saúde, o que favorece nossa expansão”, conclui Marcelo Alexandre, CEO da Carefy.

O CleverClare é um software de gestão de saúde populacional e de pacientes com Inteligência Artificial, premiado pela ONU (Organização das Nações Unidas) e MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). “Como o ranking 100 Open Startups é bastante acessado por empresas e grandes corporações para buscar soluções inovadoras, o maior benefício de estar listado dentre as 10 melhores soluções em saúde é a visibilidade que isso nos traz. Além disso, funciona como um selo atestando a qualidade da solução, que podemos utilizar na divulgação do CleverCare, apresentações para clientes e até mesmo em eventos”, comemora Hugo Pessotti, sócio-diretor da Kidopi, empresa desenvolvedora da plataforma.

Leia também: Startup criada durante TCC fatura com barras energéticas com cafeína

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui