Agronegócio, cultura, saúde, rede hoteleira… Ribeirão Preto se tornou referência em diversos setores da economia, o que fortaleceu seu potencial turístico no interior

Califórnia brasileira” é o apelido da cidade – aceito com muito carinho − por outras regiões do país. Já em uma das placas que dá boas-vindas aos visitantes, ela se apresenta como “a capital do agronegócio”. Tem ainda “Polo cervejeiro” e “Capital brasileira da cultura” (título já recebido cinco vezes na eleição do Bureau Internacional de Capitais Culturais, com sede em Barcelona, que acontece todos os anos e, desde 2003, no Brasil). E não para por aí!

Mas Ribeirão Preto não quer mesmo que pare! O município se orgulha de ser multifacetado e vem se firmando, a cada ano, como polo regional em diferentes segmentos (como comércio, gastronomia, tecnologia e saúde, além dos já citados) e, consequentemente, como força turística. “A cidade recebe turistas com os mais variados objetivos. Temos, por exemplo, um polo enorme de serviços de saúde, com hospitais, clínicas e tratamentos especializados, o que criou uma demanda significativa pelo setor. Já com a implantação de inúmeros restaurantes e cervejarias, passou a existir um turismo gastronômico diversificado. Somos ainda um polo cultural e de lazer já reconhecido nacional e internacionalmente”, cita Edmilson Carlos Domingues, secretário municipal de turismo de Ribeirão Preto.

Segundo ele, nesse sentido, está havendo um trabalho para que a cidade se torne também um polo turístico, especialmente porque, hoje, já é um centro dinamizador das atividades turísticas e culturais para a região. Entre as iniciativas desenvolvidas para que esse plano se realize, está a elaboração de um Plano Municipal de Turismo, a reestruturação do Conselho Municipal de Turismo e a entrega da documentação para que ela seja reconhecida como Município de Interesse Turístico, como explica também o prefeito Duarte Nogueira.

“O setor de turismo de Ribeirão Preto deu grandes passos nos últimos dois anos e alcançou o destaque merecido. A cidade passou a ter um Plano Municipal de Turismo e está classificada com a letra ‘A’ no Mapa do Turismo Brasileiro. No Norte do estado, somos o único município com essa classificação. O turismo é um importante transformador da economia. Gera oportunidades de emprego e renda, além de promover inclusão social”. Para potencializar mais esse desenvolvimento, ele cita que também foi criado o Fundo Municipal de Equipamentos Turísticos.

Atrações
Trevão de Ribeirão Preto | Crédito: Rafael Cautella

Onde milhões de pessoas se encontram

Formalizada pela lei, a criação da Região Metropolitana de Ribeirão Preto, que engloba 34 municípios e envolve cerca de 1,5 milhão de habitantes, reconheceu ainda mais essa multiplicidade e o impacto econômico da cidade no interior paulista. “Aqui acontecem congressos, feiras, shows e eventos de porte internacional. O acesso que a cidade possui, por meio do Trevão, facilita a entrada e saída de veículos para as principais estradas do estado de São Paulo. Projetado para suportar o tráfego dos próximos 30 anos, beneficia 1,5 milhão de pessoas e contribui com o turismo na cidade”, destaca o prefeito.

Para receber todos esses visitantes, a cidade conta com uma rede hoteleira significativa: são cerca de 13,7 mil leitos, envolvendo grandes marcas do ramo, como o hotel Transamérica Prime Ribeirão Preto, que contabiliza 167 quartos, com a tendência de receber hóspedes em busca de lazer. “Hoje acomodamos um perfil de turista de lazer e eventos. E estamos aguardando com muito entusiasmo a melhora do quadro político para dar sequência nos projetos e investimentos”, diz Túlio Pagano, diretor da TAP Construtora, desenvolvedora do empreendimento.

Com um perfil já mais de business, outro nome de peso na região é a Le Privilège, responsável pela administração e operação dos hotéis Mont Blanc Premium, Araucária Plaza e Garden Hotel, que somam mais de 500 quartos. Priorizando um trabalho minimalista e preocupado com o bem-estar dos hóspedes, Dario Micharki, diretor da Le Privilège explica que o perfil do turismo em Ribeirão segue sendo predominantemente econômico, já que a cidade é sinônimo de desenvolvimento e sede de grupos empresariais de grande porte: “assim, hospedamos principalmente, diretores de empresas, executivos, representantes comerciais e consultores. Sempre oferecendo o que há de melhor em estrutura hoteleira aliada a um atendimento personalizado”, destaca.

Araucária Plaza Ribeirão Preto | Crédito: Divulgação

Um grande exemplo desse perfil de negócios da cidade é a Agrishow, que, segundo o secretário de turismo, encabeça a lista de eventos que mais trazem fluxo de pessoas. Entre as principais feiras de tecnologia agrícola do mundo e mais importante da América Latina, ela é uma vitrine do agronegócio brasileiro, que, de acordo com dados municipais, movimentou R$2,7 bilhões, com público de 159 mil pessoas.

Na 26ª edição, que acontece entre 29 de abril e 3 de maio, haverá a participação de mais de 800 expositores e são esperados mais de 150 mil participantes, garantindo o efeito dominó que afeta os demais setores da sociedade, como afirma Francisco Matturro, presidente da Agrishow e vice-presidente da ABAG (Associação Brasileira do Agronegócio). “Os impactos são praticamente em todos os setores, como o comércio de forma geral, mas principalmente a rede hoteleira, que nessa época estará toda ocupada, além de bares, restaurantes e serviços de logística. Vale destacar ainda os empregos temporários que a feira gera para diversos níveis de mão de obra. E, além de Ribeirão Preto, todas as cidades vizinhas são impactadas”.

Ele explica que a principal estratégia da feira é oferecer, todos os anos, novidades e proporcionar uma experiência rica em conhecimento na área. “Queremos que o visitante retorne no ano seguinte. Então, esse ano, por exemplo, fortaleceremos o espaço destinado a startups ligadas ao agronegócio e voltadas à conectividade no campo. As startups são fundamentais na criação de aplicações que facilitem a comunicação e agreguem valor aos equipamentos, ao processo e ao próprio negócio”, cita Matturro.

Vista aérea da Agrishow 2018 | Crédito: Divulgação

Na retaguarda do evento, garantindo o entretenimento noturno para esse grande fluxo, estão as casas noturnas, os bares e os restaurantes, com referências como o Milwaukee American Bar, o Salz Bar e o Noipê, administrados por Gustavo Tamburus, sócio-proprietário. “Temos desde bares com mesas nas calçadas até restaurantes para os mais requintados paladares. Ribeirão é uma cidade dinâmica e antenada nas tendências, o que tem feito ela se destacar na nossa região. O público busca qualidade de produtos e serviços, ambiente agradável e receptividade, e aqui ele encontra tudo isso”

Milwaukee American Bar | Crédito: Divulgação

Cultura para todos

Mas, como já dissemos, Ribeirão Preto está longe de ser um ponto de encontro apenas de negócios. A cidade garante a felicidade daqueles que se interessam por uma vida cultural agitada, oferecendo diferentes formas de entretenimento. Inclusive, é no setor cultural que também aparece um dos eventos que garantem maior fluxo de turistas: o João Rock.

Marcado para 15 de junho, ele chega a sua 18º edição consolidado como um dos maiores festivais de música do país. No ano passado, por exemplo, passaram pelo Parque Permanente de Exposições, onde o festival acontece, cerca de 60 mil pessoas que assistiram a mais de 25 artistas. “A cadeia produtiva da cultura e do entretenimento precisa de grandes eventos para que possa justificar investimentos em capacidade de entrega e, principalmente, se modernizar ao longo das edições. Hoje, Ribeirão consegue atender os eventos contando com a participação de fornecedores locais que também se desenvolvem para atender às exigências técnicas e burocráticas. Isso impulsiona também a geração de emprego e tudo ao redor”, afirma Luit Marques, sócio da Bananas Eventos, realizadora do João Rock e uma das organizadoras do Ribeirão Rodeo Music, outro responsável por grande movimento na cidade.

Festival João Rock | Crédito: Divulgação

Além dos festivais, o secretário de turismo aponta a relevância do Theatro Pedro II no contexto regional, que acaba sendo o principal atrativo turístico da cidade. Na visão de Mariana Jábali, presidente da Fundação Pedro II, isso acontece já que o Theatro é o maior patrimônio cultural e histórico da cidade, “começando na Esplanada, onde a vida pulsa e os maiores acontecimentos culturais, sociais e políticos se manifestam. Já dentro do Theatro, as pessoas entram em contato com o belo e com a história − e isso as fascina. No palco, há uma diversidade de talentos e de arte, além de formação cultural e educacional que impulsionam e transformam a vida das pessoas para melhor”. Dessa forma, ele é palco de apresentações memoráveis e de forte impacto.

Nos últimos anos, o Theatro ganhou a companhia, no quesito de grandes espetáculos, da atuação da Virazóm, que, atuando em diversas frentes do entretenimento, impulsiona ainda a economia regional. “Somente na temporada de formaturas, passam por nossos eventos cerca de 300 mil pessoas. Recebemos visitantes de todo o Brasil para nossos shows, eventos corporativos e eventos sociais, e formaturas no Centro de Eventos RibeirãoShopping e Taiwan Centro de Eventos. Essa dinâmica gera milhares de empregos e movimenta hotéis, restaurantes e lojas. E conseguimos nos tornar um eixo cultural, competindo com grandes centros”, destaca Rogério Mari, diretor da empresa.

Theatro Pedro II | Crédito: Rafael Cautella

Em consequência das atuações de expoentes como eles, já esteve em solo ribeirão-pretano grandes nomes como Marisa Monte, Julio Iglesias, Roberto Carlos, Sandy, Bruno & Marrone e Djavan, bem como coloca a cidade na mira de marcas internacionais que querem expandir sua atuação no mercado brasileiro. Esse é o caso da rede Hard Rock Cafe, um ícone internacional que mistura cultura e gastronomia, e está sendo montado nas estruturas do Estádio Santa Cruz.

Segundo Adalberto Baptista, presidente do conselho de administração do Botafogo Futebol S/A, essa será a primeira unidade no estado de São Paulo e deve movimentar mais o interesse turístico em Ribeirão: “Já é possível notar uma expectativa geral e comentários recorrentes, não só na cidade, mas também na região. Como grandes atrativos, o HRC realizará shows ao vivo todas as sextas e sábados, além de ficar aberto todos os dias da semana”.

Entretanto, a proposta de, em um mesmo espaço, unir esporte, entretenimento e culinária não é nova na cidade, que prova, constantemente, que todos os gostos podem ser agradados. No formato de um complexo esportivo com mais de 10 quadras de areia, o Kauai Sports trouxe profissionais de ponta para treino e prática de esportes como o Beach Tennis, Futevôlei, Vôlei de Praia e Treinamento Funcional, enquanto apresenta um restaurante de alta gastronomia litorânea e diversos eventos sociais. “Por fim de semana, recebemos, em média, 1 mil pessoas. Para esse ano, além de uma agenda repleta de eventos esportivos, queremos trazer algumas atrações musicais para realizar alguns “sunset” e “tardezinhas” na nossa praia”, antecipa Raimar Oliveira, sócio-proprietário do clube.

Endereço de todas as compras
É inegável que Ribeirão Preto também se tornou um polo de compras, graças, especialmente, aos seus shoppings, que reúnem inúmeras opções, que abrangem de segmentos mais populares até marcas exclusivas – normalmente encontradas apenas em capitais. Tamanho é o sucesso desses centros que apenas um deles, o Shopping Iguatemi Ribeirão Preto, recebe uma média de 600 mil clientes por mês, com uma perspectiva anual de crescimento de 10%. “Nossa estratégia é nos reinventar permanentemente para atender aos desejos dos consumidores, criando um espaço de consumo, mas que seja, ao mesmo tempo, acolhedor e que proporcione integração, inovação e lazer. Entendemos que isso faz um shopping especial para seus clientes. É a maneira que ele entende e traduz o ambiente que o acolhe”, esclarece Felipe Barbosa, gerente geral do empreendimento.
A inovação também é característica inata do RibeirãoShopping, acompanhada do ineditismo, a fim de atender a um público de mais de 110 cidades e quase 4 milhões de pessoas. “A atitude de inovar associada à visão de mercado, sempre antecipando as tendências, transformou o RibeirãoShopping em um dos maiores complexos multiuso do Brasil. As expansões pelas quais passou e os novos projetos que foram agregados durante os anos mostram a sinergia dentro do empreendimento, sempre acompanhando o crescimento da cidade e colaborando com seu desenvolvimento”, finaliza o gerente de marketing Marcos Botelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui