Vamos falar de cabelo?

87

Para responder questões sobre esse assunto, surgiu essa coluna, na qual buscaremos levar o máximo de conteúdo sobre causas, prevenções e tratamentos

Meus caros, hoje inauguramos essa coluna, para termos um canal de contato direto com os pacientes que sofrem com problemas capilares. Segundo pesquisas, mais de 42 milhões de brasileiros enfrentam as consequências da perda de cabelo em seus mais variados graus.

E não se enganem! Apesar de os homens serem os mais afetados, as mulheres são parte significativa de nossos pacientes. Um estudo norte-americano recente mostra que 13% delas antes da menopausa e 37% na pós-menopausa têm algum grau de alopécia (queda capilar). Mas, mesmo se tratando de um assunto de grande interesse, é pouco difundido e existem diversos mitos e muita desinformação.

Ao falar de cabelo, também faremos uma abordagem de forma geral, ou seja, de todos os pelos. Você sabia que é possível fazer transplante de sobrancelha e barba? Para responder tais questões, surgiu a intenção dessa coluna: levar o máximo de conteúdo sobre causas, prevenções e tratamentos.

Vejo muitos pacientes no consultório carregando crenças irreais ou conceitos antigos que já caíram por terra há tempos. Eles acabam ficando sujeitos às armadilhas do mercado ou a produtos com belas ações de marketing, mas sem efeito algum.

Assim, vamos conversar por aqui mensalmente para desmistificar o assunto e trazer o que há de mais moderno em termos de pesquisa e tratamento, por meio da abordagem das questões mais procuradas.

Conversaremos de forma simples, com uma linguagem cotidiana (sem os difíceis jargões médicos), porém sempre com conteúdo científico. Também podemos nos comunicar por meio das mídias sociais e e-mail. Usar boné causa calvície? A resposta fica para uma próxima.

Dr. Antonio Melo
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Membro da Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar
(CRM 121681/RQE 61689)
www.clinicamelo.com
Instagram: @clinicamelo_

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui